A soprano caiense Cláudia Azevedo se projeta no cenário do canto lírico brasileiro

A caiense Cláudia Azevedo segue uma brilhante trajetória como cantora lírica. Estudou no exterior e, atualmente, vem se apresentando nos mais importantes teatros brasileiros. No próximo dia 12 de agosto ela vai cantar em Belo Horizonte, acompanhada pela Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, que é considerada uma das mais importantes orquestras brasileiras da atualidade. A apresentação será realizada na Sala Minas Gerais, que foi construída nos moldes europeus e já é apontada como a sala de concertos de melhor acústica do país e uma das melhores da América Latina. Cláudia tem consolidado uma carreira nacional bastante significativa. No ano passado foi um dos destaques da temporada de ópera brasileira interpretando a Contessa di Boissy na ópera Lo Schiavo, de Carlos Gomes, no aniversário de 120 anos de morte do compositor. Espetáculo apresentado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Ela foi muito elogiada pelo público e pelos críticos especializados. Inclusive pela revista italiana L’Opera. Ela também se apresentou na Sala Minas Gerais, interpretando árias de Mozart com muito sucesso, e foi convidada a retornar nessa temporada com um programa dedicado a Johann Sebastian Bach e Villa -Lobos. Cláudia iniciou seus estudos musicais ainda na infância com os professores de música caienses Leda Welten e Marcos Wacker. Participou como coralista em coros da região, como o Coral Municipal de Portão e o Coro 25 de Julho de Novo Hamburgo. Mais tarde graduou-se em Música na UFRGS e aperfeiçoou-se na Espanha, Alemanha, Itália e Estados Unidos. Cláudia tem sido apontada como referência no repertório de soprano lírico coloratura e tem se destacado pela refinada musicalidade e virtuosismo vocal. Aos 38 anos, ela vive nos Estados Unidos, onde é casada com o romeno Sorin. O casal não tem filhos. No canto lírico, a idade ideal para as cantoras é a partir dos 40 anos e ela está, portanto, numa fase inicial da sua carreira. Pelo sucesso que já vem alcançando, as suas perspectivas de carreira futura são muito boas. Ela trabalha, também, como cantora e professora de canto. Está fazendo curso de doutorado em música. Depois de alguns anos morando em Nova York, ela agora vive em Whashington. Esta foi a segunda vez que ela veio ao Brasil para apresentações e sempre que faz isso aproveita para fazer uma rápida visita aos pais, no Areião.


Posts Em Destaque
Teremos posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes