Polícia prende segundo suspeito de matar servidora durante assalto em Caxias

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira, dia 22, mais um suspeito de participar do latrocínio que terminou com a morte da servidora Eliane Stedile Busellato, 48 anos morta a tiros durante uma tentativa de assalto no último domingo, dia 19. O outro suspeito já havia sido preso na segunda-feira, no bairro Diamantino, e está com prisão temporária decretada pela justiça. O outro envolvido na ação ainda está foragido.

Conforme o delegado Mário Mombach, titular da Defrec, as investigações apontaram para a participação do suspeito no crime. Ontem, a justiça decretou a prisão temporária e hoje os agentes da Defrec realizaram a prisão. “A prisão é decorrente do decreto da prisão temporária de dois suspeitos que agiram em conjunto com o primeiro preso, que foi detido pela Brigada Militar na segunda-feira. Durante o dia fizemos um trabalho de campana muito forte e no final da tarde conseguimos localizá-lo e prendê-lo em Galópolis”, explica Mombach.

O delegado ainda revela que o primeiro suspeito que teria atirado contra Eliane, mas que os outros envolvidos também responderão por latrocínio. “Ao que tudo indica, o primeiro preso seria o executor, que apertou o gatilho. Mas esse preso hoje prestou auxílio, ajudou na abordagem. E embora não tenha dado o tiro, também estava armado ameaçando a vítima. Então participou do latrocínio e vai responder na exata medida da culpabilidade dele”, afirma o delegado.

O terceiro suspeito ainda está foragido. Segundo a Polícia Civil, ele já está identificado e a prisão dele é uma questão de honra..

Uma caminhada em homenagem à servidora foi organizada pela comunidade do Bela Vista e deve acontecer na tarde desta quinta-feira.


Posts Em Destaque
Teremos posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes