Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Roubo de veículos aumenta 33,8% em Caxias no ano passado

January 31, 2017

A cada dia de 2016, mais de sete veículos foram roubados ou furtados em Caxias do Sul. Com um salto de 247 crimes, o roubo de veículos cresceu 33,8% em Caxias do Sul no ano passado. Os números, divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP/RS) na semana passada, mostram também um aumento de 27,7% no furto de veículos na cidade. 

 

 

 

Em 2015, 729 veículos foram roubados. Já em 2016, foram 976 ocorrências. Em relação ao furto, os números chegam a marca de 1.832 no ano passado, ante 1.434 em 2015. 

 

 

 

Em uma visão geral, englobando os dois tipos de crime, o número chega a 2.808. 

 

 

 

Conforme o Delegado titular da Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), Mário Mombach, há uma ligação do roubo de veículos com a prática de outros delitos.

 

 

 

“Nós temos uma questão bem delimitada que, alguns roubos, se destinam a prática de outros delitos, que é quando rouba um carro pra praticar um delito maior, um roubo a estabelecimento comercial, etc. E, de regra, esses carros acabam sendo recuperados. Uma parcela nós atribuímos a uma articulação criminosa mais elaborada no que diz respeito a desmanche e exportação pra outros estados e até exterior na troca por armas e drogas”, salienta.

 

 

 

Mombach lembra que os veículos mais antigos são usados, na sua maioria, para serrem depenados e financiarem o consumo de entorpecentes.,

 

 

 

“Carros antigos notamos bastante na modalidade furto, porque os mais novos têm chaves codificadas em sua maioria. Os antigos são usados pra desmanche, pra ser depenado, que é um furto bem de chinelagem (sic) pra financiar o consumo de drogas, que é vender estepe, rodas, bateria e som. Isso é bem característico”, diz o delegado. 

 

 

 

O Delegado reforça a importância de se estar atento no trânsito e evitar algumas ações como ficar muito tempo parado dentro do carro.

 

 

 

“Sem apelar pra vitimologia e botar a culpa na vítima, o que se pode fazer é redobrar os cuidados do furto. Colocar mecanismos de segurança. No roubo, uma postura mais pró-ativa tanto no trânsito quanto abordagens, como entrada e saída de carro, estacionamentos e na rua. Evitar de ficar parado dentro do carro. Evitar de transitar com vidros abertos e distraído falando ao celular ou com objetos em cima dos bancos”.

 

 

 

Os indicadores de eficiência dos órgãos de segurança, apontam que, de 37.182 veículos roubados no Rio Grande do Sul em 2016, 25.284 foram recuperados pela polícia. Ou seja, um índice de 68%.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square