Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Cadeirante teme que casa caia na sua cabeça

January 10, 2017

Marli Mertins não dorme com medo de que a casa histórica onde mora possa desabar a qualquer momento. O telhado e o assoalho estão tomados de cupins. E as paredes antigas, com juntas ainda em barro, estão rachando. A situação é tão precária que algumas peças da residência não tem mais acesso. “Chove por tudo”, diz a cadeirante, mostrando uma bacia no chão devido às goteiras. “Tem que cuidar onde anda”, avisa, dizendo que teve que pedir socorro numa ocasião que o piso afundou e ficou trancada com a cadeira de rodas. Até os bombeiros já teve que chamar. “Tive que ir para o hospital porque caíram cupins no meu ouvido. Não agüentava mais de dor. Que vergonha”, recorda. Ela montou uma espécie de barraca sobre sua cama, com um lençol, para que os cupins não caiam sobre sua cabeça enquanto dorme. 

A moradia já foi um salão de baile, mas hoje está em condições precárias. Isso que passou por algumas melhorias com o apoio da Prefeitura, tanto no governo de Oregino Francisco como de Rafael Riffel. A troca de telhado e melhorias ocorreu na parte dos fundos, onde estão a cozinha e o banheiro. Mas na sala e no quarto, que fica na frente, o estado é crítico. “Estou precisando muito de ajuda. Forro, assoalho, janelas e portas estão tomadas de cupim”, mostra. “Aqui não dá para viver mais, mas não tenho outro lugar”, completa. “Estou passando muitas dificuldades”, afirma. “Muitos prometeram ajudar, mas ninguém ajuda”, reclama.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square