Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Hospital Montenegro anuncia cortes de atendimento

December 29, 2016

O Hospital Montenegro, que atende 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sendo referência para uma região com quase 200 mil habitantes, está mais uma vez numa situação delicada. Por conta de atrasos de repasses de convênios com a União, Estado e Município, a casa de saúde teve que, mais uma vez, restringir os serviços. Em nota assinada pelo diretor administrativo Carlos Batista da Silveira, e pelo diretor técnico Fabrício Fonseca, o hospital informou que a partir desta segunda-feira, dia 26, não vai mais encaminhar exames de média e alta complexidade (que eram feitos fora e pagos pelo HM), suspender os atendimentos de médicos especialistas, exceto os atendimentos já agendados, e reduzir em 10% a capacidade da UTI. “Importante salientar que tais medidas visam equilibrar minimamente as finanças do hospital, visando manter o atendimento dos casos mais graves com a qualidade e resolutividade que sempre tivemos”, diz a nota.

Segundo o documento divulgado, as medidas são “em decorrência do não repasse de verbas do contrato por parte do Município, Estado do Rio Grande do Sul e Governo Federal, situação essa que já ocorre desde final de 2014”. Na nota os diretores do HM lamentam “profundamente o descaso dos gestores nos seus 3 níveis de governo para com a saúde pública, colocando uma instituição que presta serviços 100% para o Sistema Único de Saúde em uma situação calamitosa e prejudicando uma imensa população já carente de acesso a saúde”.

De acordo com o HM, os atrasos do Governo do Estado do RS, Competências de março, abril, maio e outubro de 2016 totalizam R$ 8.908.200,00. Já os cortes feitos pelo Governo do Estado do RS desde abril/2015 somam R$ 3.938.212,94. E os valores não repassados pela Prefeitura Municipal de Montenegro referente ao convênio de Pronto Atendimento competências abril, maio e outubro/2016 totalizam R$ 665.549,83. O Hospital Montenegro entrou na Justiça para cobrar os valores devidos, mas ainda cabem recursos ao Estado e Município.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square